19 novembro 2011

MIL DIAS NA TOSCANA

Mil dias na Toscana

Marlena de Blasi

Há alguns anos, quando se conheceram, Marlena e Fernando se apaixonaram à primeira vista e começaram a viver uma história de amor que mais parecia um conto de fadas. Agora, decidem que chegou o momento de dar adeus a Veneza, onde tudo começou, e partem em busca de uma vida mais tranquila.
O destino escolhido é San Casciano dei Bagni, um vilarejo com 200 habitantes, fontes termais e olivais centenários. De início, Fernando está mais empolgado do que Marlena. No entanto, nesse pedaço de terra onde a Toscana, a Úmbria e o Lácio se encontram, as amizades amadurecem à mesa, em torno de refeições gloriosas regadas a vinho tinto. O que poderia ser melhor para uma chef de cozinha?
Novamente, Marlena e Fernando vivem um caso de amor à primeira vista. Dessa vez pela aldeia e pela vida no campo, pelos vinhos artesanais e pela esplêndida cozinha, pelo céu toscano e pelos sinos da igreja local. Mas, acima de tudo, pelo velho Barlozzo, que os recepciona, os adota e, aos poucos, também se apaixona por eles.
Guiados pelo “duque”, eles descobrem tabernas rústicas, onde o jantar é qualquer coisa que tenha sido colhida ou caçada naquele dia; participam da vindima; visitam festivais sazonais; catam castanhas no bosque; saem para caçar trufas e cogumelos selvagens; sobem em árvores para apanhar azeitonas, uma a uma, e depois experimentam o azeite recém-espremido sobre um pão simples de casca crocante.
À medida que o afeto entre eles vai crescendo, Barlozzo começa a mostrar suas feridas abertas e a revelar seus segredos mais profundos. Um deles tem a ver com Floriana, uma linda e agradável senhora que logo se torna amiga inseparável de Marlena.
Ambientado num dos lugares mais bonitos do planeta, Mil dias na Toscana é uma história sobre um estilo de vida simples, doces paixões, amizades e refeições compartilhadas. E, acima de tudo, é uma história de amor verdadeiro – um amor que não tem idade nem fim.
****
Marlena e Fernando se apaixonaram e se casaram num espaço de tempo incrivelmente curto. Ela é americana, chef de cozinha e crítica gastronômica; uma mulher corajosa e cheia de entusiasmo. Ele é veneziano, bancário; um homem de vida pacata, atordoado pelos fantasmas do passado.
Mas o amor que surge entre eles é tão forte e sincero que consegue superar todas as diferenças e dificuldades. Agora estão prestes a dar outro passo audacioso e deixar para trás a segurança da vida que construíram em Veneza para recomeçar tudo num pequeno vilarejo na Toscana.
A casa que alugam não é exatamente o que esperavam. Na verdade, não passa de um estábulo parcamente reformado. Mas, assim que chegam, os vizinhos se apresentam para ajudar na mudança. Essa recepção simpática termina no bar local, com um banquete composto pelas mais variadas especialidades toscanas – todas em quantidades muito pequenas, exatamente o que seria servido em suas casas.
Logo eles vão descobrir que, naquele lugar escondido, a vida gira em torno da boa mesa. É entre receitas de dar água na boca que o povo toscano discute as mais importantes questões filosóficas.
Enquanto luta contra as frequentes depressões de Fernando e o ajuda a combater seus fantasmas, Marlena se entrega à idílica vida no campo. No entanto, não é o relacionamento deles que está em foco aqui, mas os laços de amizade que formam com um figurão do vilarejo.
Barlozzo, o “duque”, um senhor ao mesmo tempo adorável e ranzinza, vai introduzi-los nas delícias e tradições mais antigas da Toscana. Enquanto os ensina a amar os pequenos e preciosos prazeres do dia a dia, o duque também vai se entregando e, pouco a pouco, revela seus segredos e temores.
Com diversas receitas do repertório da autora – inclusive a da tradicional bruschetta –, Mil dias na Toscana é uma deliciosa viagem a um lugar quase perdido no tempo, uma ode à amizade e às coisas que realmente importam na vida.
                                                                                                                                RESUMO DA EDITORA SEXTANTE.

Minha opinião sobre o livro:

Confesso que várias vezes tentei desistir de lê-lo, porque não conseguia prender minha atenção, mas com o desenrolar da história, um romance verídico, um amor pela comida, pela cidade, as receitas que devo ter engordado alguns quilos só em ler (exagero), segredo a ser revelado,a maneira como eles descrevem o local encantador!! e fui acreditando, até que consegui terminar.Gostei do livro, mas não foi um dos preferidos.
A escolha de lê-lo venho através da primeira formação do clube do livro e quem enviou foi Suzete, obrigada amiga!! logo, logo ele estará novamente em suas mãos. Valeu a experiência! 
E vocês já leram esse livro?, o que acharam? conte-me!! toda troca de experiência será válida.

8 comentários:

Neli Rodrigues disse...

Parece ser bem interessante, gostei da sinopse, gostei da sua opinião sincera.
Bjs♥

O meu pensamento viaja disse...

Não, não li nem ouvi falar do livro, mas o tema parece-me interessante.
Adoro esses ambientes em que a comida e o amor se misturam. Já em criança, lia com deleite As aventuras dos cinco, onde reinavam gloriosos lanches.
Adulta, mergulhei com paixão na obra de Laura Esquivel, Como água para chocolate e na de Isabel Allende, Afrodite.
Freud explica bem as pontes entre os afetos e a mesa.
Aliás, há quem diga que é na mesa ( e não na cama...) que os sentimentos são mais autênticos ... que sei eu?
Repito apenas que o tema me fascina. ... a Toscana , acompanhada ou em solitário é, por excelência, cenário para grandes entregas.

Desculpe o tamanho do comentário.
Um beijo
Cenário mais propício, não conheço

Zizi disse...

Vany, espero ler esse livro! Tão lindo esse nome Toscana que parece que jáconheço o lugar! vou aguardar para ler. bjos

Luciana Gomes disse...

Olá, querida! Adorei o seu cantinho... muito legal. Parabéns! Já to seguindo!
Aproveito p te convidar a conhecer o meu blog de variedades e participar do meu 1º sorteio (1 brinde surpresa By LuciArte + DVDs. O espaço p divulgação (gratuita) dos blogs das amigos está aberto, e a partir de janeiro teremos uma promo so p blogs parceiros. Participa, ta?
Bjinhos!!

http://voudeblog.blogspot.com/2011/10/1-sorteio-vou-de-blog.html

Sueli disse...

Linda, amei sua visita no blog!!! Obrigada!!
Eu amei fazer a árvore de galhos secos ele é rústico mas ficou bem charmoso.
No começo minha filha não quis, mas depois de enfeitado curtiu muito!!!
Espero que vc faça a sua e fique linda, depois mande fotos.
Bjs

Thiago - Por um mundo melhor disse...

Boa noite Vany,
Vi lá no blog da Maria Reciclona que você gosta de reciclagem, eu também. Estou te seguindo.
Abraços
Thiago

Sheyla Xavier - DMulheres disse...

Querida, seu cantinho é super legal mesmo! Sobre o livro, adorei a sinopse e já está na lista dos quais não poderei deixar de ler.
Já estou te seguindo!
bjokasss
Quando puder visite o meu:
http://blogdmulheres.blogspot.com

ANINHA CAVALLARI disse...

Pelo nome me parece legal ,vou esperar para ler.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...