16 julho 2011

LIVRO QUE MARCOU MINHA INFÂNCIA / BLOGAGEM COLETIVA DO CLUBE DO LIVRO

João e Maria, foi um dos clássicos que marcou minha infância.Aprendi a ler bem novinha com 5 anos e lembro que vivia cercada por vários clássicos da literatura infantil.Minha mãe foi uma incentivadora, sempre comprava livros.Lembro também que tinhámos uns livros de capa dura enorme , aquelas coleções pesadas com 3 ou 4 estórias dentro e passava horas vendo aquelas imagens , uma delas Alice no país das maravilhas e lógico me transportava para estória e vivia cada momento como se fosse meu.
João e Maria marcou por sua estória, um pouco triste e ficava morrendo de pena deles e de toda a situação!
coloquei um resuminho da estória aqui.




João e Maria eram dois irmãos que viviam num pequeno casebre com seus pais, perto de uma grande floresta. A família era muito pobre e o trabalho de lenhador do pai já não era suficiente para sustentar a mulher e os dois filhos. Certa noite, após muita discussão, a mulher conseguiu convencer o marido a abandonar as crianças na floresta, pois não havia mais comida para os quatro. As crianças que ouviam tudo atentamente atrás da porta ficaram aterrorizadas, e João tranqüilizou Maria dizendo que daria um jeito para que eles pudessem volta para a casa. No dia seguinte a mãe os fez levantar muito cedo e foram os quatro para dentro da floresta. Ao chegar num ponto que a mulher considerava bastante distante, deixaram as crianças ali junto de uma pequena fogueira. Maria soluçava de medo e tristeza por ter sido abandonada, mas João esperava calmamente sentado perto do fogo. Quando a noite chegou, João mostrou a Maria o motivo de sua tranqüilidade, ele havia marcado o caminho com brilhantes pedrinhas brancas que reluziam ao luar e seguindo essa trilha luminosa eles voltaram para casa. Que grande surpresa teve o pai quando encontrou as crianças em casa, porém a comida voltou a faltar e novamente a mãe persuadiu o marido a abandonar as crianças na floresta. Dessa vez as portas da casa foram trancadas e João não pôde sair buscar as pedrinhas que marcaram o caminho da primeira vez. Então no dia seguinte, enquanto eram levados para a parte mais densa e escura da floresta, João espalhava migalhas de pão pelo caminho para que pudessem voltar pela trilha depois. Mas a fome que assolava a região não poupou os animais da floresta e ao verem as migalhas no chão os pássaros apressaram-se em comê-las. Perdidos na mata fechada, João e Maria andaram por muito tempo sem saber ao certo aonde chegariam. Depois de muito andar e famintos, eles chegaram numa clareira onde bem no centro havia uma pequena casa. Mas essa casa não era uma casa comum, ela era inteira feita de doces e guloseimas. Com a fome que estavam, João e Maria avançaram sobre a casa e começaram a devorar seu telhado de bolo e as vidraças de açúcar. Quando Maria quebrou a vidraça de açúcar uma velha senhora veio ver o que acontecia e vendo que as crianças estavam esfomeadas, convidou João e Maria para entrarem, dizendo que prepararia uma refeição melhor para eles. Ao entrarem na casa, a velha senhora mostrou sua verdadeira face. Ela era uma bruxa que vivia no meio da floresta e usava sua casa de doces para atrair crianças para depois comê-las. Logo que entraram na casa da bruxa, João foi jogado numa gaiola e Maria foi posta para fazer os serviços domésticos. A intenção da bruxa era engordar João o máximo possível e depois fazer dele um delicioso banquete. Mas João era um menino muito esperto. Percebeu logo que a velha bruxa não enxergava muito bem. Então todos os dias quando ela mandava que ele mostrasse o dedo para pudesse ver se João já estava gordo o suficiente, ele, na verdade, lhe mostrava um ossinho de galinha. Depois de muito esperar e nada de João engordar, a velha bruxa se cansou de esperar e decidiu que iria comê-lo magrelo mesmo. Ela mandou que Maria preparasse o forno para que ele fosse assado como um leitão. Maria vendo a oportunidade que se apresentava, fingiu não saber como se acendia um forno e quando a bruxa se inclinou para mostrar a ela como se fazia, Maria deu um grande empurrão e fechou a bruxa dentro do forno. Maria libertou João da gaiola e juntos eles vasculharam a casada velha bruxa a procura de algo para levar para casa. Nos baús, encontraram muitas jóias e também muitas moedas de ouro. João encheu seus os bolsos e Maria lotou o avental com os tesouros da bruxa. Para voltar para a casa eles foram ajudados por um belo ganso que os atravessou o rio e mostrou a eles o caminho que deveriam seguir.Ao chegarem em casa, encontraram o pai bastante triste, pois a mãe havia morrido e ele se arrependera amargamente de ter abandonado os filhos na mata. Com o tesouro roubado da bruxa, os três nunca mais passaram fome e viveram juntos e felizes



Bem é isso, espero que esta estória também tenha marcado a vida de vocês assim como marcou e marca  minha vida até hoje. Procuro com isso sempre ler para meus filhos, além de estar incentivando cada um deles o hábito da leitura, estou  transportando eles para o mundo imaginário, literário!



2 comentários:

♫ Verinha ♥ disse...

ainda tenho esses livros q a mainha comprou pra gente...só a minha coleção de gibis q ñ tenho mais =(

Tatá disse...

Que bacana!!! Eu também gostava muito de João e Maria!!!

Bjus

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...